terça-feira, 20 de outubro de 2020

Bolo Red Velvet (com cobertura de queijo creme) e os meus 32 anos

Dia 28 de setembro fiz 32 anos. Este ano não pude festejar como gosto - a viajar - mas queria assinalar a data de alguma maneira. O homem tirou o dia de folga (antes que nos atirem pedras por tirarmos uma folga no meu aniversário, lembrem-se que estamos quase no fim do ano e só gastámos 5 dias de férias até agora) e decidimos levar a Leonor ao Birdworld, um parque aqui onde moramos, para passarmos um dia diferente e em família. Além disso, este ano meti na cabeça que ia fazer um bolo red velvet. Não podia ser um red velvet qualquer, tinha de ser perfeito e revestido a cobertura de queijo creme igualmente perfeita.

Depois de alguma pesquisa e várias opiniões de entendidos em pastelaria, decidi seguir esta receita. O veredicto? Ficou perfeito. Per-fei-to. Melhor red velvet da vida! Estou a salivar só de me lembrar. Deu trabalho - não é a receita mais rápida de sempre - mas vale a pena. Para quem tem minis em casa, como eu, e não consegue estar na cozinha sem ser interrompida, aconselho a fazer o bolo de véspera e no dia fazer apenas a cobertura.

Como sou vossa amiga, vou deixar-vos aqui a receita traduzida para português (usei ligeiramente menos quantidade de ingredientes na cobertura que a receita original, mas acreditem que continua a ser um bolo carregado de açúcar e delicioso!). Não é light, não é saudável. Mas o meu aniversário só acontece uma vez no ano. Ah, e já mencionei que o bolo ficou perfeito? Porque ficou.

Sem mais demoras, aqui vai!

Ingredientes para o bolo:

  • 345g de farinha para bolos
  • 1 colher de chá de bicarbonato de soda
  • 2 colheres de sopa de cacau em pó puro
  • 1/2 colher de sopa de sal
  • 115g de manteiga sem sal, amolecida a temperatura ambiente
  • 400g de açúcar granulado
  • 1 chávena de óleo vegetal
  • 4 ovos grandes - separar as gemas das claras
  • 1 colher de sopa de extrato de baunilha puro
  • 1 colher de chá de vinagre branco destilado
  • corante alimentar vermelho líquido ou em gel
  • 1 chávena de leitelho a temperatura ambiente
Ingredientes para a cobertura:
  • 350g de queijo creme gordo, amolecido a temperatura ambiente (eu usei uma embalagem grande de Philadelphia)
  • 130g de manteiga sem sal, amolecida a temperatura ambiente
  • 500g de açúcar de confeiteiro
  • 1 colher de chá e meia de extrato de baunilha puro
  • 1 pitada de sal
Instruções:

  • Pré-aquecer o forno a 180ºC. Untar 2 formas de 22cm de diâmetro ou 1 forma de 40cm
  • Misturar a farinha, o bicarbonato de soda, o cacau e o sal numa taça grande. Reservar.
  • Com uma batedeira, misturar a manteiga e o açúcar em velocidade média-alta até estarem bem misturados (cerca de 1 minuto). Convém usar uma espátula para ir "empurrando" o açúcar e manteiga dos lados e do fundo da taça para que fiquem bem misturados. Adicionar o óleo, as gemas, a baunilha e o vinagre e misturar a velocidade alta por 2 minutos. Mais uma vez, usem a espátula para ir raspando a taça e assegurar que fica tudo bem misturado.
  • Com a batedeira a baixa velocidade, juntar os ingredientes secos. A cada 2-3 adições dos secos, fazer 1 adição de leitelho. De seguida, juntar 1-2 colheres de chá do corante alimentar (ou a quantidade desejada; pessoalmente, não usei suficiente para a cor que queria, mas o sabor estava lá todo!)
  • Bater as claras em castelo e adicionar gentilmente à massa do bolo, sem bater. A massa deve ficar sedosa e ligeiramente espessa.
  • Deitar a massa nas formas e levar ao forno (30-32min para as formas pequenas; 10min extra para a forma grande). Façam o teste do palito para confirmar que está pronto. Se tocarem na superfície do bolo, ele deve "spring back" (desculpem, mas estou a ter dificuldade em arranjar uma boa tradução para esta expressão)
  • Para a cobertura: numa taça grande (eu usei a da batedeira), misturar o queijo creme com a manteiga a velocidade média-alta até obterem uma consistência macia, por cerca de 2 minutos. Juntar o açúcar de confeiteiro, a baunilha e a pitada de sal e bater a baixa velocidade por 30 segundos. Aumentar para alta velocidade e bater por cerca de 3 minutos até estar bem homogéneo e cremoso. Juntar mais açúcar se estiver demasiado fina ou mais sal se estiver demasiado doce. A cobertura deve estar macia, mas não escorregadia.
  • Os bolos devem estar completamente arrefecidos antes de colocarem a cobertura. Se tiverem feito 2 bolos, cortem uma fina camada do topo dos bolos com uma faca serrilhada para ficarem com uma superfície plana. Cobrir um dos bolos com a cobertura, colocar o segundo bolo em cima e cobrir com o resto da cobertura. Podem desfazer a massa que cortaram em migalhas e colocar por cima da cobertura. Se, como eu, fizerem só um bolo maior, então é só cobrir. Se vos sobrar cobertura, podem congelar - conserva-se até 3 meses no congelador.
  • Bom apetite!



Sem comentários:

Enviar um comentário