sexta-feira, 7 de março de 2014

Exercício e companhia

E depois do meu último post, ligeiramente revoltado com o mundo, vamos falar duma coisa mais animada, pode ser?

O sol voltou! Aleluia, aleluia, que eu já não suportava a chuva. E com ele, voltou também o meu sentimento de culpa por não andar a fazer exercício nenhum! E por andar a enfardar como nunca, que isto de estar em casa da mamã tem destas coisas. Não engordei, ainda (e nem sei como), mas todos os dias vou para a cama a pensar "amanhã vou acordar transformada num cachalote" mas, para já, a balança ainda não me desiludiu. Nunca pensei vir a dizer isto, mas estou com muitas saudades do ginásio. Claro que não faz sentido nenhum ir inscrever-me agora num ginásio onde só vou passar meia dúzia de dias, porque não tarda muito e vou embora, mas preciso de fazer alguma coisa urgentemente, porque a minha actividade física tem andado mais baixa que a de um caracol sob efeito de calmantes. E agora veio o bom tempo, há que aproveitar antes que nos transformemos outra vez no penico do mundo, e vou encher-me de coragem e boa vontade. Este fim-de-semana, vou acordar cedo, vou calçar as sapatilhas e vou correr, palavra de escuteira! (Não, nunca foi escuteira, o que torna toda esta promessa muito duvidosa).

Sem comentários:

Publicar um comentário