quarta-feira, 29 de julho de 2015

Vamos falar de moda

É sabido que os franceses são tidos em conta como pessoas sempre na vanguarda da moda, pessoas do bom e do chique, que destilam estilo e auto-confiança pelos poros. É aquele je ne sais pas quoi que os distingue do resto do mundo, pobres plebeus que somos aos seus pés. Pois bem, se o vosso sonho é ser um(a) parisiense cheio(a) de pinta, estão com sorte, pois decidi partilhar convosco algumas coisas que tenho vindo a aprender desde que cá estou (vai ser desta que me mandam de volta com bilhete só de ida).

Vamos começar pelo cabelo. Na realidade, este tópico é muito simples. Francês que é francês gosta pouco de água, sabão e de todos os artigos com os mesmos relacionados. É só não lavar o cabelo durante alguns dias e, quando tiverem a cabeça a cheirar bem a óleo, fazem o penteado mais do chique e do bom de que se lembrarem, que eles limpos não são, mas gostam na mesma de andar bem arranjados. Outra opção é pegarem na mola do cabelo das cabeleireiras, prenderem o cabelo com ela, literalmente, de qualquer maneira e estão prontinhas para sair à rua. 

Passemos, então, ao dress code. Neste aspecto, acho que a coisa até não está má de todo. Muitas bolinhas, riscas e lacinhos, que a malta por aqui gosta é de fofinhice (acho que acabei de inventar uma palavra). Calças a afunilar e com os bordos virados para cima, para o menino e para a menina e, claro, o belo do mocassin. Não sei é até que ponto podemos adoptar o vestuário deles com sucesso, o que é uma pena, porque o vestuário até é o que de melhor haveria para aproveitar, mas a malta por aqui é toda muito magra. Coxas, ancas, rabos (até mesmo braços!) são tudo conceitos que não existem. Pauzinhos secos, como diria a minha avó, e, obviamente, com roupas próprias para esse efeito. Ora, digo eu, que isto não vai cair muito bem nas formas de 99% da população portuguesa (eu, incluída).
Ainda dentro do tópico do vestuário, é importante referir que, apesar das coisas serem bonitas e andarem bem conjugadas, não é obrigatório que estejam limpas. E isto aplica-se também à moda infantil. Passo a exemplificar: quando eu era pequena, o dia de ir ao médico era todo um acontecimento, que incluía tomar banho, lavar o cabelo e vestir-me da cabeça aos pés com roupa imaculada, acabada de lavar e a cheirar a fresco. Aqui, são muito mais para a frente e não há cá preconceitos desses. Os pais aparecem-nos nas consultas, às 8 da manhã, com os seus rebentos cheios de nódoas na roupa, sarro nas unhas e dentes por lavar. É o chamado look "acabado de chafurdar na terra", só que usado logo de manhã, pela fresquinha, que é o que o torna tão especial.

E, agora, passemos aos acessórios, que também são a coisa mais simples que pode haver. Enfiem a baguete no sovaco e está a coisa feita, tudo o resto é paisagem.

Por último, a fragrância, não fosse França o berço dos perfumes. Um perfume extremamente utilizado aqui pelo mulherio é o Alien, da Thierry Mugler, que até não é mau (apesar de se tornar um pouco enjoativo quando é usado por tanta gente), mas que não interessa para esta história. O cerne da questão aqui é, mais uma vez, a falta de higiene pessoal. Mas tem que ser uma coisa assim em grande, não podem saltar o duche uma ou duas vezes por semana, que isso é para meninos. Quando conseguirem sair da fila do supermercado e, 15min depois, a menina da caixa ainda estiver azul de suster a respiração, então aí já sabem que conseguiram.

8 comentários:

  1. Adorei o conteúdo "moda" no texto haha Quando era pequena, umas tias que estavam em França, traziam-me roupa com o intuito de eu ficar toda cheia de "fofinhice". Eu, que na altura até gostava de tudo, detestava aquilo. Nem consigo descrever o nível de feio daquilo. E elas vinham todas "turbinadas" como se realmente estivessem na moda. Ainda hoje me pergunto se era eu que estava errada. Mas acho que não.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Provavelmente não =P mas aqui há coisas bonitas, atenção! Limpas é que é mais difícil

      Eliminar
  2. Ai o Alien o Alien aqui até as ruas cheiram ao Alien é a loucura das mulheres ahahahha!!

    http://fashionwalkinbrussels.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um verdadeiro flagelo da sociedade! =P

      Eliminar
  3. Alien... consigo cheirá-lo a léguas, pa mal dos meus pecados, odeio-o! E tu sabes ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dia ainda te ofereço um frasquinho =P

      Eliminar