terça-feira, 26 de abril de 2016

Rain, rain, go away...

... come again another day. De preferência, um dia em Outubro, daqui a 6 meses, e deixa-nos aproveitar a primavera, por favor. 

A primavera chegou há um mês e houve ali uma altura em que eu ate já estava a ficar animada e mais bem disposta e com vontade de ir às compras e de pensar nas minhas férias. Pois que este fim-de-semana voltou a chover, arrefeceu imenso e eu, que já me estava a preparar para lavar e guardar o meu edredão de inverno, voltei a deparar-me com noites em que os termómetros chegam aos 0ºC e, não só tive que deixar o edredão no sítio, como tive que ir buscar os pijamas de inverno. Toda uma tristeza!

E eu não preciso de tristezas nesta fase da minha vida, que já anda triste por si só. A Isabel (uma das minhas melhores amigas, que vivia em Troyes e é a razão pela qual eu vim para cá trabalhar) foi embora no início do ano e está a começar a ser difícil estar aqui. Nos fins-de-semana acabo sempre por ir a casa de alguém ou ter alguém a vir a minha casa, mas o problema tem sido o dia-a-dia. Acordar, ir trabalhar, sair do trabalho e voltar para casa. Para o silêncio das minhas quatro paredes. Todos os dias. Ando numa fase de desmotivação profunda e isso tem-se notado no blog, peço desde já desculpa. Só me apetece fazer as malas e ir embora. Mas ir embora para onde? Portugal continua a estar um bocado fora de questão, o desemprego não me apela minimamente e ser explorada apela-me ainda menos. E depois há outra questão, já há quase 2 anos que estou aqui, já me habituei ao meu trabalho e às minhas colegas, sobretudo à minha assistente, e não me apetece deixar estas pessoas todas para trás. Mas, depois dou por mim a passar o dia inteiro em pijama e odeio esta sensação de nada para fazer, literalmente, nada. E sei que tenho que mudar. Não sei para onde, não sei quando, não sei como. Mas dei a mim mesma até ao fim do ano para me decidir. 

Se dependesse só de mim, pegava já nas coisas e ia para uma ilha tropical trabalhar em frente à praia (Martinica, me aguarda). Mas não depende só de mim, tenho um namorado em Portugal, que não está nada decidido a sair de lá. Decisões, decisões. Ser adulto é espectacular, toda a fase da minha vida em que os meus pais tinham o direito de decidir por mim foi horrível. Bem, não toda, fui uma criança muito feliz, mas lá pelos 11 anos, com o divórcio e todo o circo que veio atrelado, foi horrível. E agora não é horrível, agora é perfeito. Mas é difícil na mesma. 

Bem, sol, espero que apareças em breve, porque tenho a certeza que me vou sentir muito melhor!

25 comentários:

  1. Detesto saber da tua desmotivação. Percebo que deva ser complicado estar longe e com alguns momentos de solidão.
    Porque não experimentas fazes algo que não estás habituadas? Uma aula de dança, um curso de cozinha... Algo onde possas conhecer novas pessoas =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, tenho que descobrir actividades novas... mas aqui não é fácil conhecer pessoas, são um bocado fechados...

      Eliminar
  2. Bem aqui em Portugal este fim de semana esteve um tempo fantástico há muito tempo que não estava assim.

    O mercado de trabalho em Portugal não é dos melhores, e eu não sei a tua área profissional, mas sinceramente se estás estável aí devias te manter. E tentar que o teu namorado vá para aí também. Eu acho que não conseguiria estar numa relação à distância por tanto tempo, ainda por cima estás aí há dois anos. É muito tempo. E acho que com a companhia diária dele, as coisas iam mudar muito, principalmente o teu ânimo querida! Força par aguentar esta fase :)
    Um grande beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras (= eu sei que em Portugal está tudo péssimo e não estou a planear voltar (para já), embora voltar seja um plano para o futuro. Mas há alturas em que parece que tudo nos desanima...

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Por aqui tem estado sol mas acho que não vai ser muito tempo! Como te percebo! Também adoro sol!
    beijinhos
    http://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui nevou hoje durante a tarde, só para perceberes a gravidade da situação =P

      Eliminar
  4. Minha querida (eu sei que neste caso escrever é fácil e dizer blá...bla´..., também , mas porque não se está a viver a situação em pleno)
    Mesmo adulta, faltam-te muitos colinhos que só as pessoas que te amam te podem dar.
    Mas pensamentos negativos...atraiem situações negativas...bora lá para a frente, o tempo se encarregará de te dar momentos Felizes.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que sim, momentos felizes é o que é preciso! (=

      beijinhos, obrigada

      Eliminar
  5. Força linda, isto vai ser apenas uma fase, acredita!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, mas bolas, está a ser uma fase muito chata =P

      Obrigada (;

      Eliminar
  6. Como eu te compreendo contudo tu estás fora de Portugal e eu não. Estou a estudar fora e já estou tão mas tão cansada, só quero acabar o curso para ir embora. Temos é que ter força que tudo vai melhorar.
    E sim, de facto aqui também só chove e já estou farta.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para mim, voltar para casa não é uma opção. Pelo menos, não para já... por isso, tenho que procurar outro destino, outra solução =P

      beijinhos

      Eliminar
  7. Por aqui até tem estado bom, mas dizem que amanhã já vem chuva...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por aqui tem estado uma valente porcaria =P

      Eliminar
  8. Tens de pensar no que te faz feliz, estares a viver desanimada tb não é bom, contudo as vezes pode ser só uma fase. Se achares que o que te faz bem é voltar a Portugal, volta e não olhes para trás! Se achares que deves escolher outro destino, força nisso, mas vais ver que mais uns tempinhos e o tempo começa a melhorar, aqui só agora é que a Primavera deu os ares da sua graça;)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero que o tempo melhore em todos os sentidos, porque tem andado complicado =P

      Eliminar
  9. Por vezes mudar é preciso, mas não serão só e apenas alguns dias de tristeza e depois voltas a ficar animada? Avalia a situação e segue o teu coração. Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, estou a tentar avaliar a situação o melhor possível (;

      Eliminar
  10. Espero que o sol regresse logo logo (meteorologicamente falando e não só). Força!

    ResponderEliminar
  11. Força! Melhores dias (e de sol) virão

    ResponderEliminar
  12. Querida Sofia, tenho duas coisas a dizer:
    1 - MEU DEUS, A TUA FOTO DA BARRA LATERAL DO BLOGUE É LINDA. YOU'RE GORGEOUS, LET'S GET MARRIED!!!
    2 - Como eu te compreendo... A fase em que descreves o divórcio dos teus pais, aquilo que sentias, o facto de decidirem por ti ter sido um inferno... Mas, por favor, continua a ser forte como tens sido até agora!
    Contudo, se não te sentes bem em Troyes, o prazo do fim de ano para decidires o rumo que deverás tomar parece-me plausível e muito sensato!
    Boa sorte e acredita que estarei aqui para te apoiar. <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1 - Yes, let's get married =P
      2 - Eu imagino que compreendas, já te disse que em muito do que escreves me revejo há uns anos atrás... Oooh obrigada (= eu também estou sempre aqui para te apoiar *

      Eliminar
  13. Ainda há pouco cheguei ao teu blog mas já começo a identificar-me. A nossa geração (dos 20's e dos 30's) em Portugal safa-se mal e é como dizes, custa muito não ser respeitado ou valorizado profissionalmente e, embora custe, o caminho é contrariá-lo, como pudermos.
    Admiro muito as pessoas que têm a coragem de emigrar. Espero que corra tudo pelo melhor (que continue a correr)! Beijinhos

    ResponderEliminar