domingo, 11 de março de 2018

Ai, a velhice

Na sexta-feira fizemos um jantar internacional com toda a equipa da clínica. A ideia era cada um levar um prato e uma bebida do seu país. 

Foi toda uma animação, que já dizia o outro "festa é festa", e houve comida com fartura. Estiveram representados Portugal (por mim), Turquia, Polónia, Índia, Inglaterra, África do Sul, Caraíbas, Venezuela e Nepal. E sim, somos uma equipa muito internacional.

Eu bem que detesto comer e ficar com a sensação de estar demasiado cheia, mas com tanta comida para provar, era difícil de evitar. Ora, no meio de tantos comes e bebes, aqui a santa decidiu que ia ser também o meu dia do ano de beber álcool. Nunca tive o hábito de beber regularmente, mas a verdade é que cada vez bebo menos (por opção). Na sexta-feira acabei por beber um copo de vinho branco e meio de rosé e, meus amigos, foi o suficiente para, ontem, ter passado um dia miserável. O facto de termos acordado super cedo e de eu ter ficado a dever umas boas horas à cama também contribuiu bastante para o meu mau estar, é verdade. Juntou-se a fome com a vontade de comer e passei o dia com dores de cabeça e rabugenta, por estar exausta, e super inchada e com dores de barriga à custa dos excessos da noite anterior. Ainda tentei dormir 1 horinha de tarde, a ver se a coisa acalmava, mas foi ainda pior e passei o resto do dia a arrastar os pés e a contar as horas para poder ir para a cama. 

Uma pessoa aproxima-se dos 30 e é toda uma tristeza, uma noite a comer mais (e menos "bem") e 2 copos de vinho e fica-se arrumado durante as 24 horas seguintes. Eu, pelo menos, fiquei. Não sei se foi o facto de ter uma alimentação bastante regrada em 99% do tempo que  fez com que reagisse tão mal ou se é só a velhice a chegar mas, meus amigos, enquanto me lembrar do dia desgraçado que tive ontem, não me meto noutra.

Feito o desabafo, resta-me desejar-vos um bom domingo! Nós por cá vamos voltar à alimentação normal, que claramente não fomos feitos para estas aventuras.

23 comentários:

  1. Um bom Domingo também para ti :)
    Eu tenho 22 e já me sinto assim, nem quero imaginar quando chegar aos 30 ahahah :) a ver se tenho mais tempo esta semana para o blogue, pois tenho andado desaparecida por falta de tempo :/ um beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu ainda não cheguei aos 30, mas para lá caminho a passos largos =P

      Eliminar
  2. De qualquer forma, espero que tenhas tido um bom jantar e que tivesse compensado o dia seguinte. Ahaha
    Um bom Domingo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi um bom jantar, mas nada compensa o mal que me senti =P

      Eliminar
  3. Ahhh!! Não me quero aproximar dos 30 xD Bem, eu tenho uma alimentação equilibrada em casa, mas quando como fora não é o caso... Por isso, sinto que ainda não estou "desabituada". Em relação ao álcool, noto que já tenho menos resistência, por assim dizer... Seja como for, com um jantar tão multicultural, era impossível não querer provar tudo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Impossível mesmo e mesmo assim ficaram algumas coisas por provar porque já não dava mais!

      Eliminar
  4. Deve ter sido um jantar bastante interessante :)

    ResponderEliminar
  5. Espero que já estejas bem melhor :p
    Apesar dessas chatices acredito que tenha sido um jantar bem engraçado :)

    ResponderEliminar
  6. De certeza que foi por o teu organismo estar habituado a uma alimentação saudável e regrada, e por norma não consumires álcool (tal como eu). E não por causa da idade!! 😀 Quero ver se me animo, é que eu sou uns aninhos mais velha que tu... Lol.

    Beijinho grande ❤

    ResponderEliminar
  7. Como diz uma amiga minha "é preciso ir aos treinos" :))

    ResponderEliminar
  8. Opah muito bom! Mas é bem verdade, uma pessoa não pode começar sequer a aproximar-se dos 30 que se começam logo a notar algumas 'diferenças'!

    Beijinhos
    https://aestilografa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. O teu organismo já não está habituado, por isso ressentiu-se. Não é nada a velhice :o

    ResponderEliminar
  10. Seguro foi a mistura de tanta coisa, temperos ao que não estás acostumada, e obviamente o álcool, más não deixes de divertirte por que depois quando estejas com mais idade, só vais comer alface rsrsrs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A alface deixa-me mal da barriga, nem isso vou poder comer =P

      Eliminar
  11. Eu geralmente demoro um fim-de-semana inteiro a me recuperar de noitadas xD A velha sou eu xD
    Por onde anda a Sofia?-Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas aquilo nem foi uma noitada, eu às 23h estava de volta a casa xD

      Eliminar
  12. Ahahahah. Adorei a descrição... Não a ressaca. Por cá, sou igual. Não entendo como é que dantes conseguia não dormir bem uma noite mas acordava fresca e fofa e pronta a enfrentar o dia. Agora, não... Se não durmo uma noite de jeito, ou se vou a uma festa e me deito mais tarde que o costume é ver-me arrastar-me pelos cantos no dia seguinte. Isto depois dos 30 muda realmente :-)

    ResponderEliminar