terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Feliz Natal, lálálálálá

Está quaaaaaase, quase, quase, quase a chegar o Natal!
A expectativa foi a única coisa que me permitiu aguentar este dia de trabalho horrível. Amanhã já é véspera de Natal, dia de me meter no carro e ir para casa. Por uma vez, estou ansiosa por tirar o rabo da cama quentinha e de me arrastar para o frio porque vou para casa. Vou ver os meus amigos, o meu namorado, a minha família. Vou comer bacalhau cozido (buuuuuh!) e rabanadas. Vou ver o Douro e a baixa e espero, sinceramente, não ter que ver o "Sozinho em Casa" pela milionésima vez. Ai, vou fazer tanta coisa e matar saudades de tanta gente. (E vou fazer, também, uma viagem asquerosa no meio da chuva e do nevoeiro da A25, mas adiante). Vou fazer tanta coisa e não vou fazer nada, porque dois dias não chegam para coisíssima nenhuma. Passam a correr... uma pessoa acaba de chegar e puf! Já está na hora de vir embora. Até podiam ser duas semanas, e não dois dias, e ia saber a pouco na mesma. O tempo nunca chega para tudo aquilo que nós tínhamos pensado fazer... Mais vale não planear muito e ir fazendo uma coisa de cada vez, mas é impossível não planear depois de tanto tempo longe e sozinha. Uma pessoa faz o que pode, o que não pode desta vez, fica para a próxima. No fundo, até tive muita sorte de o dia 24 calhar na minha folga semanal... senão bem que me lixava a ter que ir trabalhar, como os meus colegas, e arriscava-me a passar a consoada sozinha. Nem quero imaginar. A única coisa má de ir a casa, é que de cada vez que faço a viagem de volta há mais um pedacinho de mim e da minha alma que não volta comigo. Cada vez é mais difícil sair de casa, e não mais fácil, como deveria ser. Espero que chegue um dia em que vá para casa e não saia mais...
Bem, e voltando ao tema do Natal que, como já disse antes, é uma festa que me deixa muito feliz, deixo aqui algumas imagens bem docinhas (estejam à vontade para me mandarem uns iguais, ok? Nem precisam de ser bem iguais, que eu cá não sou esquisita. É bolo, é bolo. E o resto é conversa.)







Sem comentários:

Publicar um comentário