segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Dieta dos 31 dias

Ando a experimentar. Não se passa fome, é verdade, mas também não se fica propriamente satisfeito porque, parecendo que não, os hidratos de carbono são um grande conforto para o estômago. Mas, como já disse, não se passa fome (fome vai começar a passar-se agora, que ainda não recebi o ordenado de Dezembro e hoje gastei os meus últimos euros a pagar a segurança social). Também não estou a seguir as receitas todas propriamente à risca, que isto não há dinheiro para gambas nem para carpaccio de bacalhau. Anda mais na base das omeletes e dos bifes de frango, mas tudo dentro dos alimentos permitidos. Fiz algumas asneiras pelo meio (antes de dizerem "buuuuh" e de me chamarem nomes, eu não estou nenhuma lontra. Sinceramente, acho que estou a fazer dieta mais para ter alguma coisa com que me entreter aqui na parvónia do que por outro motivo qualquer) e mesmo assim emagreci 1kg na primeira semana por isso, uma salva de palmas e , no que me diz respeito, a dieta está aprovada. Estamos agora na segunda semana e, se a coisa correr tão bem como na primeira, já me dou por contente.

Falando de outras coisas, por aqui continua a sofrer-se de cansaço crónico que está a chegar a um ponto em que eu às vezes tenho que parar uns segundos para ser capaz de me lembrar de coisas básicas como de quantos anos tenho. Mas, também se continua com muita esperança em ver a luz no fundo do túnel. Hei-de vê-la, mais cedo ou mais tarde, e depois disto tudo é bom que seja uma luz bem forte, assim do género dum holofote, que de pirilampos estou eu bem farta. 

Sem comentários:

Publicar um comentário