quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Eu também tenho um conselho para os estudantes

Setembro é o mês do regresso às aulas. E o que é que não falta por aí em Setembro? Textos e mais textos com dicas para os estudantes, com sugestões de material escolar, ideias de looks de regresso às aulas, as 20 melhores maneiras de tirar apontamentos, enfim, tudo muito bonito e inspirador.

Como acho que já foi dito tudo o que poderia haver para ser dito sobre este tema, vou deixar-vos com o único conselho que realmente gostava que me tivessem dado, quando era estudante: preocupem-se menos. 

Sim, isso mesmo. Claro que tem que haver sempre um mínimo essencial de preocupação, não é verdade, ninguém quer ser o marmanjo que está há 10 anos a repetir a mesma cadeira. Mas não se preocupem em demasia. Tudo o que vos pode parecer o fim do mundo neste momento, ou uma questão de vida ou de morte, muito provavelmente (com 98% de certezas) não o é. E aproveitem ao máximo porque, por muito que já tenham ouvido isto, estes são mesmo os melhores anos da vossa vida.

Não revirem os olhos, nem digam coisas como "mas tenho tantos trabalhos para entregar", "os exames estão a chegar e tenho toneladas de páginas para estudar" ou, a minha preferida, "deve ser tão fixe ser adulto, independente e mandar na própria vida". Este foi o meu discurso durante muitos anos (todos aqueles em que estudei). Sim, é muito bom mandar na própria vida, decidir tudo o que se passa dentro da nossa casa, desde o que vestimos àquilo que está dentro do frigorífico, mas com a independência vem também uma panóplia de coisas que não têm piada nenhuma: contas para pagar (no dia certo), uma casa para gerir, um trabalho ao qual não podem faltar porque na noite anterior beberam uns copos a mais e estão com uma ressaca fenomenal. Ser adulto e independente traz muitas dores de cabeça. Não, nem tudo é mau. Obviamente. Mas façam-me o favor de serem estudantes felizes, sim? Não sei se já ouviram dizer, mas o mundo laboral está uma m**** e não vão faltar oportunidades para se sentirem miseráveis. 

Posto isto, além de vos aconselhar seriamente a divertirem-se o mais que possam, peço-vos que sejam bons estudantes e, sobretudo, boas pessoas, porque boas pessoas nunca são demais.

Bom ano lectivo a todos (=

18 comentários:

  1. Se eu soubesse o que sei hoje, tinha aproveitado muitoooo mais o tempo de estudante!

    ResponderEliminar
  2. Sim há que aproveitar bem porque a vida passa tão rápido que não devemos perder tempo com coisas que não valem nada! Mas aproveitar bem o tempo não é gastá-lo "nas tainas", é conversar e rir com os amigos, é fazer alguns disparates (sem gravidade) próprios da juventude, é ajudar aqueles que precisam de nós, é estudar pois mas sem cair para o lado de cansaço, .... enfim é VIVER!

    ResponderEliminar
  3. É mesmo. O problema é que estes adolescentes não querem ouvir conselhos dos mais velhos e pensam que tudo o que lhes dizemos é uma grande seca. Espero que façam como lhes dizes e aproveitem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, qual é o adolescente que ouve o que lhe dizem? =P

      Eliminar
  4. Eu podia ter aproveitado muito mais mas achava que era tudo um problema para o fim do mundo! Agora trabalho e dava tudo para voltar ao tempo em que podia faltar a uma aula só porque sim!
    Excelente texto, ficou tudo dito :)

    Volta & Meia
    Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também podia (e devia) ter aproveitado muito mais!

      Eliminar
  5. Acho que tens toda a razão, super concordo com o que disseste.
    Beijinhos
    http://virginiaferreira91.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. São mesmo os melhores tempos. Ainda ontem ob disse à minha filha, mas não sei se me ouviu, se apenas escutou.

    ResponderEliminar
  7. Acho que se todos soubéssemos o que sabemos hoje... Bom post minha querida. Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Um excelente conselho. Cada vez noto mais que não vale a pena uma pessoa matar a cabeça com coisas que de certa forma são pequenas. Um dia mais tarde vai haver tempo para isso!
    Beijinho, Ana Rita*

    ResponderEliminar
  9. Acredita que foi o único post de "regresso às aulas" que gostei. Eu não tenho saudades da escola, mas tenho saudades dos temos em que não tinha preocupações :b

    Beijinhos,
    Dezassete

    ResponderEliminar