terça-feira, 1 de maio de 2018

Emigrar | O custo de vida (UK vs Portugal)

Uma das coisas que mais ouço sobre ter emigrado é "ganhas mais, mas a vida é mais cara" e respondo sempre que isso é discutível. Porque é. Primeiro, porque desiludam-se duma vez e aceitem que a vida em Portugal é bem cara. Segundo, porque as diferenças de salários mais do que compensam a diferença do custo de vida.

Há algumas coisas que são indiscutivelmente mais caras, como a habitação, comer fora, ou os transportes públicos (e aqui no UK não prestam, só em Londres é que são melhores. Em Troyes, onde vivia em França, era raro usar transportes, mas tenho ideia que também eram melhores que os de cá).

Mas, se há coisas pelas quais vamos pagar mais ao emigrar, há outras que vão ficar bem mais em conta. Por exemplo, há pouco mais de um mês comprámos carro aqui em Inglaterra. Por curiosidade, fomos procurar quanto teria custado o mesmo carro, do mesmo ano, com o mesmo número de km em Portugal e o mais barato que encontrámos era só quase três vezes mais caro do que o nosso foi aqui.

De uma maneira geral, produtos de higiene são mais baratos fora de Portugal. Electricidade e água é ela por ela (lembro-me de pagar fortunas pela luz e água quando tinha casa alugada em Portugal) e depois havia aquela questão que ainda me deixava em dúvida: onde é que uma ida ao supermercado fica mais cara, em Portugal ou em Inglaterra? Quando estava em França, nunca tive dúvidas de que lá era bem mais caro (estou a falar de produtos frescos, como legumes, fruta, peixe e carne, porque as "porcarias" eram ao preço da chuva), mas obviamente havia a já mencionada questão dos salários. Aqui no UK, tudo me parecia mais acessível, mas como a moeda é diferente, ainda pensei que estivesse a fazer mal as contas.

Assim sendo, um destes dias decidi sentar-me à frente do computador, fui ao site do Continente e ao site do Tesco e enchi um carrinho de compras em cada um, com as mesmas quantidades das mesmas coisas, escolhi, sempre que possível, as mesmas marcas e, quando não foi possível, escolhi a marca própria de cada hipermercado. Eu sei que o Continente não é o hipermercado mais barato em Portugal, mas o Tesco também não é o mais barato que temos aqui e, na minha opinião, estão os dois ao mesmo nível em cada país, daí ter decidido comparar estes dois. Chegada ao fim das minhas compras, fui converter o preço final de libras para euros e, surpresa, era menos do que ia pagar em Portugal. 

Confesso que fiquei genuinamente chocada, estava à espera de que o total em Inglaterra fosse, pelo menos, ligeiramente superior, mas não, foi o contrário. E estamos a falar dum país onde o salário mínimo nacional (bruto) são mais de 1200£ (mais de 1300€) para maiores de 25 anos (o salário mínimo aqui varia conforme a idade), enquanto que em Portugal não chega nem aos 600€.

Acho que até fiquei um pouco triste, porque estas coisas fazem-me perder a esperança de que algum dia Portugal, um país com tanto para dar, venha a sair da cepa torta. Mas, enfim, serve para mostrar que o argumento que usam de "ganham mais, mas pagam mais" não é forçosamente verdade.

24 comentários:

  1. Também tive exactamente a mesma sensação quando estava em França! Isso do carro então, a sério é uma diferença infinita! E eu sentia que as coisas eram mais baratas no supermercado... muito possivelmente por causa do iva ser mais baixo. Mas os frescos são mais caros. Carne, peixe, legumes. Isso achei bem mais caro. Os transportes públicos também são mais caros, mas considerando que a rede é maior, talvez não seja descabido. E a casa. Ok, a casa era muito mais cara... mas na verdade com os preços que agora se estão a praticar em Lisboa, já nem sei se era ou não assim tão mais caro! XD


    TheNotSoGirlyGirl // Instagram // Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu achava os supermercados caríssimos em França, porque a maior parte das minhas compras são sempre frescos... costumava dizer que só as porcarias é que eram baratas =p
      Pois, o custo da habitação em Portugal tem aumentado imenso... também não sei se a casa que temos aqui não ficaria bem mais cara no Porto...

      Eliminar
  2. Por isso os estrangeiros adoram Portugal... fazem férias de luxo em Portugal com salários medianos nos seus países de origem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comer fora em Portugal é mesmo muito barato, mas não acho que o restante custo de vida seja assim tão mais baixo =p

      Eliminar
  3. Eu confesso que o meu ordenado não dá para estar sempre a fazer refeições fora mas senti quemuito menos dava em Londres ou Paris, por exemplo. Mas no supermercado, tirando uma coisa ou outra, não notei que fosse bem mais caro. Acho sim, tal como tu, que viver em Portugal é caro igualmente e com ordenados miseráveis. Adoro o meu país mas dá-me muita vontade, às vezes de saltar fora. Sendo eu de comuncação, não sei bem que frutos conseguiria eu ter lá fora, mas que seja trabalhar numa outra coisa, como já cá o faço. Adorava sentir que o meu esforço tem um retorno: um melhor ordenado e quem sabe, evolução, que é coisa que cá não existe. Simplesmente, categoricamente, oficialmente, imperativamente!! Tenho o homem a trabalhar para o Estado... mas eu tenho tanta vontade de ir!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se já não estás a trabalhar na tua área, porque não arriscar? Em Portugal não há mesmo evolução nenhuma de carreira, foi uma das muitas razões que me fez sair

      Eliminar
  4. Também já tinha tido essa conversa com uns amigos meus que estão a viver na Bélgica. A única coisa que se nota ser bastante mais cara lá é comer fora e ir ao cinema (eles os dois gastam cerca de 30/40€ numa ida ao cinema no total). Porém, o supermercado tem os preços praticamente iguais aos nossos.
    É assim que vemos que não temos mesmo um maior poder de compra...
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Ah e as rendas claro! É para aí que também vai uma grande fatia do ordenado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As rendas depende de onde se mora e há sempre a opção de comprar casa e ficar a pagar menos ao banco, mas é verdade que se paga mais. Mas, mesmo com as coisas que são mais caras, tem-se um nível de vida muito superior (;

      Eliminar
  6. Já sabia que em Portugal se ganhava muito mal mas ao ver as várias diferenças entre países fico abismada.

    ResponderEliminar
  7. Os produtos de higiene são onde se nota uma maior diferença e além de serem produtos bastantes mais baratos, fazem promoções fantásticas. O que eu acho que é mais caro em Inglaterra, principalmente se quiseres comprar de qualidade, é a carne e os legumes. Tudo o resto é, quase de certeza, mais barato que em Portugal. Já deste um saltinho ao Waitrose? É o meu supermercado favorito daí! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Waitrose é o único que ainda não experimentei e, por acaso, agora temos um bem pertinho de casa! Vou ter de lá ir (=

      Eliminar
  8. É o problema das generalizações, depois as pessoas tendem a tirar ilações que nem sempre correspondem à verdade :/

    ResponderEliminar
  9. Engraçado que é a primeira vez que oiço um emigrante a dizer isto.
    Isto porque o meu marido por exemplo já viveu em vários países, portanto já recebeu diferentes ordenados, e nunca chegou a conclusão que lá fora fazer compras era mais barato. Muito pelo contrário. Obviamente que algumas coisas encontrava diferença, mas no geral não.
    E mesmo em Londres, para por exemplo se ter uma habitação como deve ser facilmente se contam trocos até ao fim do mês.
    É importante salientar que os ordenados e o poder de comprar mudam imeeeeenso consoante as profissões. Acho importante salientares isso, enquanto médica dentista tens um poder de compra totalmente diferente da maioria dos emigrantes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, verdade que diferentes profissões vão ter diferentes salários e nós não vivemos em Londres, portanto, pela nossa casa não pagamos nada de tão exorbitante quanto isso. No entanto, a média de salários geral é bem mais alta, as casas fora das grandes metrópoles não ficam assim tão caras e se não compensasse, não havia tanta gente a emigrar para ficar. Eu não comparei o meu poder de compra em específico, eu comparei alguns preços de algumas coisas e, no final, comparei o preço total que era menor aqui (para aqueles supermercados em específico). Só quis demonstrar que as coisas em Portugal não são tão “baratinhas” como muita gente pensa e que para os salários que têm, deviam ser bem mais baratas

      Eliminar
    2. A ideia não era levar a mal o meu comentário. So achei importante salientar que emigrar não é encontrar o El Dourado. E a Sofia certamente sabe disso.
      Muitos emigrantes vão para sobreviver e não para viver.
      Se lhe fosse a contar histórias de pessoas que me são próximas que por exemplo só comem fruta quando vem a Portugal... Emigrantes no UK e em França que não conseguem manter uma alimentação equilibrada.
      Fico feliz que consiga viver melhor do que aqui mas infelizmente não se pode generalizar.

      Eliminar
    3. Eu não levei a mal, sei bem que há casos e casos. Só estava a tentar explicar que o meu objetivo era comparar os preços das coisas em dois países diferentes. Independentemente do que eu ganho, não vou pagar mais ou menos no supermercado, pago o mesmo que toda a gente e não achei normal pedirem-me mais dinheiro em Portugal do que em Inglaterra para comprar exactamente as mesmas coisas. A questão não é se eu posso ou não pagar, é que Portugal é um país com salários baixíssimos e onde há coisas que são tão ou mais caras que em países com salários mais altos

      Eliminar
  10. Cada vez penso mais em saltar fora. Portugal temos ordenados miseráveis, as coisas são carissimas e é impossível pensar em fazer vida fora de casa dos pais.
    Aqui para ganhar mais do que 700/800€ é preciso trabalhar 12h e por turnos. Aqui é tudo caro relativamente aos baixos ordenados.
    Acho que se aparecesse uma oportunidade, ia e não pensava muito.

    http://voltaemeiaa.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  11. Pois há coisas mais caras outras mais baratas, mas se não houvesse mais qualidade de vida ninguém emigrava. Infelizmente o nosso país não dá condições aos jovens :(
    beijinhos
    https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Pena que os outros países se tornem mais aliciantes que o nosso... só perdem pessoas qualificadas :-)

    Beijinhos
    https://titicadeia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  13. Estou na Alemanha e já cheguei a essa conclusão há bastante tempo.
    Infelizmente é o país que temos...

    ResponderEliminar
  14. Verdade, infelizmente cá as pessoas muitas vezes não vivem, sobrevivem.
    Lembro-me de uma amiga que também viveu aí me dizer "Com o mesmo tipo de trabalho lá e as mesmas despesas fartava-me de viajar aqui nem para sair da capital dá". Por vezes sair é o melhor remédio!

    ResponderEliminar
  15. Pelo andar da coisa até as rendas da casa vão ser mais altas aqui do que ai! Ainda hoje estava a dar no telejornal que, no caso de compra, o m2 em lisboa chega aos 4000 euros! Um absurdo! E claro, sem contar que, o ordenado mínimo, que devia ser só para tabelar os ordenados, é o que a grande maioria da população recebe efectivamente.
    Está a tornar-se mesmo complicado viver cá! :(

    beijinho
    The Midnight Effect / Instagram

    ResponderEliminar
  16. Para nao falarmos de quanto custaria manter o aquecimento central ligado durante 4 por ano. Impossivel em portugal, usado em qualquer outro pais para onde se emigre... Triste, mas verdade, em Portugal e o pai sda Europa onde se sofre mais com o frio!...

    ResponderEliminar